b6.png
Ativos de rede
Tudo o que você precisa saber sobre gerenciamento de ativos de TI

É fundamental que as organizações prestem atenção suficiente ao gerenciamento de ativos de TI para garantir a prontidão operacional. As empresas podem agradecer à tecnologia moderna, já que na maioria dos ambientes de trabalho, ela está presente.

Os funcionários trabalham em computadores desktop, usam smartphones, para se manter produtivos mesmo em trânsito, fazem ligações pela Internet com telefones VoIP e imprimem documentos usando impressoras, copiadoras e aparelhos de fax em rede.

Quando a tecnologia funciona, tudo é maravilhoso, mas administradores de rede sabem que é apenas uma questão de tempo até que algo aconteça. É por isso que é fundamental que a sua empresa preste atenção suficiente ao gerenciamento de ativos de TI e você confere abaixo como fazê-lo.

Quais-equipamentos-essenciais-de-TI.jpg
O que é gerenciamento de ativos de TI?

Gerenciar ativos de TI significa a implantação de um conjunto de normas que unem os ativos de TI em todas as áreas da sua empresa, juntando isso às responsabilidades financeiras, contratuais, gerenciamento de riscos, de forma que seja possível geral a vida dos ativos, incluindo algumas decisões estratégicas.

Ele pode ser entendido como a prática de elaboração de um catálogo de todos os ativos TI e não-TI que estão dentro da empresa, mas para isso é necessário classificá-los, separando seus segmentos (leia a seguir as classificações). O catálogo é uma prática importante no processo de gerenciar ativos, sendo possível gerir todos os recursos tecnológicos da empresa, com eficiência e praticidade.

No mercado, existem softwares especializados no gerenciamento de ativos de TI, de forma que seja simples realizar o catálogo de itens.

O gerenciamento dos ativos de Tecnologia da Informação oferece vários benefícios de curto e longo prazo. Em primeiro lugar, ele traz visibilidade a redes complexas e torna muito mais fácil para os administradores de rede solucionar problemas.

Além do mais, algumas ferramentas utilizadas para gerenciar ativos são proativas e podem enviar alertas quando detectam um problema na rede. Por último, mas não menos importante, o gerenciamento de ativos de TI ajuda na auditoria e conformidade. de ativos de TI.

Como começar com o gerenciamento de ativos de TI?

Todo o esforço de gerenciamento de ativos de TI deve levar em consideração os três tipos de ativos (classificação) a seguir:

- Ativos de TI: É considerado ativo de TI é um dispositivo físico usado no curso das atividades de negócios que fica sob a responsabilidade da equipe de TI. Exemplos de ativos de TI incluem computadores, servidores, roteadores, scanners, aparelhos de fax, impressoras, modems, hubs e vários dispositivos da Internet das Coisas (IoT).

- Ativos que não são de TI: um ativo que não é de TI é um dispositivo físico usado no curso das atividades de negócios que não está sob a responsabilidade da equipe de TI. Exemplos de ativos que não são de TI incluem cadeiras, arquivos, veículos, mas às vezes também telefonia e outros.

- Ativos de software: Um ativo de software é qualquer aplicativo de software dentro de uma organização. Esse tipo de ativo cria uma necessidade de gerenciamento de licenças de software, cujo objetivo é ajudar as empresas a controlar e documentar onde e como os ativos de software da empresa são utilizados, de forma que garanta a conformidade das licenças.

A partir da segmentação dos tipos de ativos, chegou o momento de catalogá-los, em um sistema adequado. Para isso a Giz Net possui diversas soluções para você em que profissionais especializados na área da tecnologia da informação se debruçam sobre o seu cenário e necessidades para então garantir a sua satisfação!

TI que evolui com o seu negócio
whatsapp-icone-2.png